08/12/2013

Força, Foco e Fé

Um ciclo se fechou, encerrou-se mais um ano de competições... Quando a Vi decidiu subir de peso,sabia que estaria assumindo alguns desafios, eu como mãe apoiei... Essa semana chegava o tão esperado estadual,e minha pequena judoca entrou num desafio interno, resolver perder 2kg e jogar na de baixo e ser campeã??? Ou enfrentrar o seus adversários "o medo", não vou citar nomes, mas todos sabem o que seria este campeonato, com muita sorte talvez uma medalha de prata...

Mas logo depois de sair as sumulas, me deparei com uma filha que desconhecia, ela sentou do meu lado quieta, concentrada...a adversária estava na mesma chave que ela...Não soube o que falar naquele momento.vi que minha pequena estava realmente preocupada e ela me disse apenas uma frase "esse é o momento tenho que ganhar" e saiu... Desta vez resolvi assumir outra postura, ficaria na arquibancada, filmando de longe, por nada queria desconcentrar minha judoca... observava ela de longe, focada...lembrava de cada treino, cada lágrima, cada derrota vivida nos últimos três anos...e imaginava o que talvez estaria passando pela cabeça dela, o corpo como sempre doía, era novamente uma mãe lá apavorada...vieram as lutas,a primeira dois wazari...a segunda um ippon...e sua adversária passeando pelo tatame, enquanto a Vi suava para ganhar suas lutas, ela passeava...eu lá querendo que tudo acabasse de uma vez e meu pensamento talvez o bronze sera dela...chegou o momento, aquela luta...agora era só as duas...sempre fui uma mãe solitaria torcendo sozinha, mas ontem foi diferente,vi muitas pessoas torcendo por minha pequena...foi dado o hajimê, e os tres minutos interminaveis começaria... minha filha focada, por incrivel que pareça tranquila, passados o primeiro minuto ela cresceu, virou uma gigante, seu primeiro ponto jamais conseguido em todos esses anos foi um yokô, sim um yokô...vi a adversaria se descontrola, observei mts pessoas pararem ver a luta, escutei pessoas gritando o nome da minha filha, pessoas torcendo e acreditando nela, ela cresceu, soube administrar o seu singelo ponto, e o inacreditavel aconteceu, venceu...eu não sabia o que dizer,algo desconhecido aconteceu comigo, entre lagrima e gritos vi que era verdade...depois ela disputou a final...e a prata q por alguns minutos se transformou em uma possivel bronze não...virou uma medalha de ouro...ela foi CAMPEÃ ESTADUAL 2013...venceu seu adversario "o medo" soube que ninguem é invencível, calou um ginasio..tenho q agradecer a muitas pessoas, mas não citareis nomes para não esquecer de ninguem, mas muito obrigado a todos que torceram, acreditaram e lutaram junto...ontem foi o dia que deixei de ser uma mãe solitaria, torcendo sozinha e vi a nação Sogipana e muitos outros torcendo junto, então meu muito obrigado...sei tabém que foi só mais uma competição, muitas outras virão...2013 se encerra, que venha 2014...mas nunca esqueça minha filha FORÇA, FOCO E PRINCIPALMENTE FÉ...Parabéns!!!

   


3 comentários:

  1. Andrea, seu texto está ótimo. Estava conversando com uma amiga, falando sobre as vitórias de ontem, sobre seu texto, sobre a Marina que perdeu o bi campeonato estadual por 17 segundos, sobre a emoção que envolve estes momentos, e ela perguntou: pra que isso tudo? Só aí me dei conta, que só nós mães temos isso dentro de nós, conhecemos a dedicação dos filhos, todo envolvimento, a estrutura necessária para que eles estejam ali e tudo que envolve uma vitória dessas. Tudo o que isso significa, só nós, mães, atletas e professores podemos entender.

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, histórias muito parecidas, sentimentos que só entende quem vive isso tudo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. rodrigo marinho14/12/2013 18:39

    O mais incrível disso tudo,são as entregas recíprocas de carinho e determinação das pessoas envolvidas numa competição. de um lado as mães corujas, e do outro,os atletas. Que fazem o impossivel para arrancar um grito de incentivo q vem da arquibancada.Depois é só alegria,ou não.O importante é repassar para essas crianças,valores. Valores de humildade,respeito e cordialidade.Estes,são a base de um promissor atleta. Grande abraço!!!!!

    ResponderExcluir

Gostou do texto? Rolou uma identificação? ;)
Deixe seu recado para nós!